Implementação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável: Qual o Papel da Economia Social e Solidária?

Rural cooperative gathering women from the district of Lahore, © Copyright ILO

A Agenda 2030 e seus 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), acordados por todos os estados membros das Nações Unidas em 2015, constituem uma estrutura para monitorar o progresso feito no cumprimento dos objetivos de desenvolvimento específicos, bem como diretrizes de desenvolvimento mais holísticas e integradas. No entanto, a ênfase da Agenda 2030 nos objetivos e metas nacionais deixa em aberto a questão de como os ODS serão implementados em nível local e com base nas realidades locais. Neste contexto, os decisores políticos estão cada vez mais atentos à Economia Social e Solidária (ESS) como meio de regeneração e desenvolvimento das zonas locais. Embora haja um crescente corpo de pesquisa e conhecimento sobre a ESS, e em particular sobre as experiências locais relacionadas a organizações específicas ou iniciativas de base, tem havido poucas tentativas de analisar sistematicamente a contribuição da ESS para os ODS, e as descrições permanecem sendo dispersas e anedóticas. Pesquisas que carecem de metodologias e indicadores robustos para medir o impacto da ESS no desenvolvimento sustentável também podem ser propensas a idealizar o papel da ESS para atingir as metas de desenvolvimento sustentável. Uma análise crítica dos desafios e oportunidades da ESS e o desenvolvimento de metodologias e indicadores apropriados para medir a contribuição da ESS para a realização dos ODS são necessários a fim de informar a formulação de políticas e a promoção do desenvolvimento inclusivo e sustentável, agora mais do que nunca.

Nos dias 25 e 26 de junho de 2019, o Grupo de Trabalho Interinstitucional das Nações Unidas sobre Economia Social e Solidária (UNTFSSE) realizou uma conferência em Genebra sobre a implementação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável: Qual o papel da Economia Social e Solidária? Os principais objetivos da conferência foram:

  • compreender o desenvolvimento da ESS em diferentes regiões e territórios;
  • examinar o papel da ESS como meio de implementação dos ODS em vários contextos locais; e
  • identificar metodologias robustas e soluções inovadoras para medir a ESS e seus impactos.